TEXTO LITERÁRIO E TEXTO NÃO LITERÁRIO

  1. DESCUIDO NA SEGURANÇA MATA OPERÁRIO

                “Firmino, pedreiro, 22 anos, casado, residente a Rua Valparaíso, casa 2, em Caxias, faleceu ontem, às 12 horas, ao cair de um andaime de um prédio em construção na rua Cupertino Durão, 238, Leblon. Técnicos do Serviço de Prevenção de Acidentes, do Ministério do Trabalho, estiveram no local e constataram a falta de material apropriado de segurança e prevenção de acidentes, o que determinou o embargo da obra.

                A firma construtora nega-se a fornecer detalhes, mas sabe-se que o material já foi requisitado e a obra será reiniciada ainda hoje. Firmino Silva deixa esposa e dois filhos. A 15ª Delegacia Policial registrou a ocorrência”.

     
  2. CONSTRUÇÃO

                Um grito no ar como foguete

                Vem da paisagem de barro úmido, caliça e andaimes hirtos

                O sol cai sobre as coisas em placa fervendo

                O sorveteiro corta a rua

                E o vento brinca nos bigodes do construtor.   (ANDRADE, Carlos Drummond de)
     
TEXTO JORNALÍSTICO
1. Texto voltado para informação
2. Realidade direta e objetiva
3. Texto centrado no referente
4. Signo lingüístico em seu sentidoÚnico, denotativo, próprio
5. Realidade exterior do emissor
6. Citação precisa dos elementosda narrativa
7. Possibilidade de apenas umainterpretação.

TEXTO LITERÁRIO
1. O autor posiciona-se me relação ao tema abordado
2. Expressa sentimentos e emoções
3. Texto centrado na emoção
4. Atribuição de novos significados ao valor denotativo do signo linguístico
5. Destaque para a criatividade da linguagem.
6.Citações vagas, baseadas na intuição
7. Interpretação por conta do leitor.
 

INTERPRETAÇÃO:
  1. O que o 1º texto contém em comum com o 2º texto?
  2. Qual a função da linguagem no 1º texto? E no 2º texto?
  3. Em “Um grito pula no ar como foguete”, o poeta usa a palavra ‘grito’ em substituição a corpo por que ‘grito’ quebra o padrão normal de comunicação. Espera-se que um corpo pule no ar, não, um grito. Que figura de linguagem é essa? Aponte mais dois exemplos dessa linguagem conotativa?
  4. A que horas o acidente ocorreu nos dois textos? Explique.
  5. O 1º verso é curto; o 2º é longo. Por quê?
  6. Que palavra sugere o ruído do corpo no chão a qual adquire um valor onomatopaico?
  7.  No poema, há o contraste entre o trágico e o lírico. Que verso é lírico?

  • Facebook
  • Twitter
  • Google plus