Castro Alves

CASTRO ALVES – poeta condoreiro (1847 – 1871)

20/06/2019

Nasceu em meio a perturbações políticas em uma época em que nos espíritos já se delineavam idéias de liberdade e independência política. A escravidão negra já existia e desafiava o ânimo dos mais crédulos na igualdade das raças, despertando-lhes a revolta. Os idos de 1850 a 1860, a escravatura tendia os rumos novos, mas a sua abolição representava prejuízo para a economia do país. O poeta contava com 22 anos quando decretou-se a proibição de leilão de escravos. Depois, na Europa, veio a guerra entre França e Alemanha e aqui houve a guerra entre o Brasil e o Paraguai.

Castro Alves – nasceu e viveu em clima de grande efervescência político-social.

Sobre o poeta:

- traço de união entre o Romantismo agonizante e o Parnasianismo emergente;

- na sua obra lírico-amorosa, nota-se-lhe um caráter pré-parnasiano na forma onde a sensualidade classicizante preludia a lírica amorosa de Bilac;

- dicção impura, abuso de licenças poéticas, linguagem retórica e...


Leia mais